Pare de demonizar a automação de teste

Atenção

Este post reflete uma opinião pessoa e minha vivência no mercado.

Se você tem uma opinião contrária, ao invés de “falar mal”, deixe um comentário ou uma mensagem no meu twitter @eliasnogueira

Assim podemos discutir os diferentes pontos de vista sobre o assunto.

Ultimamente vejo uma onda de posts em português sobre um vilão em comum: a automação de teste.

O que se fala?

No geral todos começam com a mesma linha: automação de teste não é tudo.

Falam também que ajudar o time, executar testes manuais, ajudar o negócio, e ser a principal pessoa de referência no assunto do seu papel é o mais importante.

Para você que acredita nisso, reveja seus conceitos. Atualmente todos os papéis em um time precisam, obrigatoriamente, ter todos os itens que descrevi acima. Isso não é exclusividade nem pretexto para um QA.

Automação não é importante?

Mas de onde um QA, em pleno 2020, pensa que automação de testes é a solução de tudo?

Isso me faz pensar em um comportamento comum no nosso mercado: QAs que não sabem minimamente programar um script de teste colocam esta sentença (automação de teste não é tudo) sempre na sua fala.

Vou lhe contar um segredo: qualquer pessoa pode fazer teste manual e ele, sim, é importante. Mas se você não desenvolver outros conhecimentos o mercado não vai mais te querer, e isso inclui automação de testes.

Talvez você esteja passando por um, ou mais, destes pontos:

  • Não saber programar um script de teste
  • Não ter uma experiência positiva com automação
  • Possuir algum gestor que quer automatizar tudo

Eu poderia listar muitos mais itens, porém sei que estes, infelizmente, ainda existem.

Todos os itens acima são conhecimentos que você precisa desenvolver.

Outros papéis também automatizam 

Todos os papéis que desenvolvem código (frontend, backend, infra) fazem testes manuais, mas você não vê um deles falando que automação de teste não é tão importante quanto teste manual, quanto ajudar o time, etc…

Eles, na verdade, fazem de tudo para automatizar o seu trabalho e ter mais tempo livre para desenvolver sua criatividade e ter novas formas de fazer o seu trabalho, abrindo espaço para o aprendizado contínuo.

O problema pode ser você

Aprender a programar é um conhecimento básico para qualquer QA nos dias de hoje.

Você não precisa ter o mesmo conhecimento que um desenvolvedor em tempo integral (mas isso seria muito bom), mas precisa saber o que está fazendo em termos de código como: ter o conhecimento básico da linguagem, padrões de projeto, boas práticas, etc…

Se você não está acostumado a isso a sua zona de conforto vai te fazer ou desistir ou falar mal. Isso é da natureza humana.

A minha opinião pessoal, e do que já viví no mercado, é que pessoas que falam que automação não é tão importante tendem a ter esse posicionamento por ou não compreender como criar scripts de teste automatizado ou não ter o resultado que esperam.

Nos dias de hoje cada papel tende a se manter atualizado e, para nós QAs, saber como programar um script de teste com o menor índice de manutenção possível é um conhecimento básico.

Por favor: pare!

Pare de demonizar a automação de teste e entenda que ela é crucial nos dias de hoje para qualquer papel.

Todo excelente QA que eu conheço pensa no que chamamos de “fora da caixa”. Eles não diminuem alguma coisa porque não conseguem: eles tentam aprender de várias formas, e a primeira coisa é reconhecer que eles não conseguem fazer e, então, pedem ajuda.

Todo bom QA sabe que existem muitas coisas importantes, como estratégia, execução, observação e comunicação e é óbvio que não somente o teste automatizado está contido na execução como o teste manual e exploratório.

Meu contexto atual

No meu dia a dia eu também executo testes manuais e testes exploratórios, mas também:

  • Escrevo novos scripts de teste para que eu não precise mais de testes manuais
  • Faço automação em frontend web, backend em APIs e automação de processos
  • Faço testes de regressão visual
  • Participo de reuniões no time e reuniões de estruturação dos processo de onde trabalho

E ainda tenho tempo de ir no banheiro e tomar um café. (risos).

Eu só consigo fazer tudo isso porque existe automação de teste.

Minha dica

Antes de atacar qualquer prática, tenha primeiro um posicionamento consultivo:

  • Liste os porquês de você não tem sucesso
  • Liste quais são os impedimentos que você tem
  • Se coloque no lugar das outras pessoas que dizem o contrário do que você acredita

E por fim analise onde está o gap, ou seja, a falta de alguma coisa.

Use o fato de você ser o maior expert sobre qualidade no seu time e apresente questões de estratégia e conceitos que são fundamentais (você pode ter um resumo aqui https://martinfowler.com/testing/)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *